Pílula do Dia Seguinte – Preço, Duvidas, Como Funciona?

Atualmente, existem vários métodos contraceptivos disponíveis no mercado. Desta forma, uma mulher só fica grávida se, necessariamente, quiser. Ao longo dos anos a indústria farmacêutica tem se empenhado no melhoramento desses métodos, principalmente na diminuição dos efeitos colaterais. Um dos métodos anticoncepcionais mais conhecido e usado é a Pílula do Dia Seguinte. Quer conhecer um pouco mais sobre essa forma anticonceptiva de emergência? Leia este artigo tira-dúvidas e informe-se!

O que é Pílula do Dia Seguinte

A pílula do dia seguinte é um medicamento composto de hormônio concentrado que permite uma contracepção de emergência. No caso, o medicamento só deve ser usado em situação de emergência. Embora não precise de receita médica para efetuar sua compra, é recomendado que três semanas depois de consumir a pílula, visite seu médico para avaliar sua situação. Esse medicamento pode ser encontrada sendo distribuída na rede pública de saúde.

Como tomar a Pílula do Dia Seguinte

A pílula do dia seguinte deve ser tomada o mais rapidamente, em até 72 horas depois da relação. No entanto, tenha em mente que ao passar dos dias sua eficácia também diminui. Se a pílula for administrada em até 24 horas após a relação, sua eficácia é de 95%. Já se ela for tomada de 24 a 48 horas depois da relação, essa eficácia cairá para 85%. Por fim, se a pílula for tomada de 48 a 72 horas após a relação, a eficácia cairá drasticamente para 58%.

Pílula do Dia Seguinte - Duvidas, Informações e Dicas

(Foto: Reprodução/Ilustração) Pílula do Dia Seguinte – Duvidas, Informações e Dicas

Quando usar a pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte não deve ser usada constantemente. Isto porque ela é um método contraceptivo de emergência. Ou seja, deve ser utilizado após ter relações sem proteção; quando o preservativo estoura; se ocorreu falha no coito interrompido ou se a mulher teve relação desprotegida após deixar de tomar dois ou mais comprimidos da cartela da pílula tradicional.

Pílula do Dia Seguinte Funciona?

A pílula do dia seguinte é um dos métodos contraceptivos mais seguros disponíveis no mercado. Portanto, funciona mesmo. Este medicamento impede ou retarda a liberação de um óvulo do ovário, interrompendo a fecundação. Outra ação desse medicamento é atrapalhar a fixação do óvulo fecundado no útero. A pílula também altera o muco cervical, fazendo com que o transporte dos espermatozoides em direção ao óvulo seja dificultado.

Efeitos colaterais da Pílula do Dia Seguinte

Embora a pílula do dia seguinte seja considerada segura e eficaz, em alguns casos, ela pode apresentar alguns efeitos colaterais. Esses efeitos colaterais da pílula do dia seguinte podem ser instantâneos ou aparecer após alguns dias de uso do medicamente. Algumas consequências do uso da pílula do dia seguinte são:

  • Dor de cabeça;
  • Enjoo;
  • Cansaço;
  • Dor nas mamas;
  • Antecipação da menstruação;
  • Pequeno sangramento e
  • Diarreia.

Pílula do dia seguinte atrasa menstruação

Ao tomar a pílula do dia seguinte, o medicamente prejudica todo o ciclo menstrual, assim como atrasa a menstruação. Portanto, no período em que você tomou o medicamento, a menstruação pode ser mais longa ou mais curta. Esta ação está intimamente ligada nas altas taxas de hormônios contidos na composição. Até o ciclo menstrual se normalizar, ficará impossível fazer o cálculo do período fértil.

Eficácia da Pílula do Dia Seguinte

Ao decorrer dos anos, a eficácia da pílula do dia seguinte aumentou substancialmente. A cada ano os pesquisadores tentam melhorar a porcentagem de eficácia deste método anticoncepcional. Quando tomado corretamente e dentro do período de cinco dias, o Acetato de ulipristal possui uma eficácia de 98,5%. O levonorgestrel, quanto tomado de forma correta e dentro do prazo de 72 horas, essa eficácia chega a 97%.

As mulheres com obesidade, com IMC maior que 30, devem ficar bem atentas. Isto porque, para esse tipo de perfil, é recomendado a utilização do DIU como método contraceptivo de emergência, pois a pílula possui uma eficácia reduzida.

Pílula do dia seguinte usada com outro remédio diminui a eficácia?

Outra dúvida bem comum entre as mulheres é que se a pílula do dia seguinte for usada com outro medicamente diminui sua eficácia. Pois bem, se a pílula for administrada juntamente com medicamento que interfere na ação dos hormônios presente na composição, a eficácia pode ser diminuída e causar falhas. Entre os medicamentes que podem interferir com a pílula estão alguns antibióticos, como tetraciclina, ampicilina, oxacilina e doxicilina, e também anticonvulsivantes.

Contraindicação da Pílula do Dia Seguinte

Muitas pessoas tomam a a pílula sem consultar a bula do medicamento. Portanto, muitas vezes acabam tendo problemas gravíssimos. Assim como qualquer outro medicamento, a pílula do dia seguinte tem algumas contraindicações. Mulheres com problemas relacionados a distúrbios metabólicos, como insuficiência hepática e tromboembolismo venoso devem ficar longe deste medicamento.

Posso engravidar tomando a pílula do dia seguinte?

Embora a pílula tenha uma grande porcentagem de eficácia, ainda existe o risco de engravidar mesmo usando esse método anticonceptivo. As chances aumentam ainda mais quando a pílula é a única forma preventiva utilizada pela mulher. Desta forma, é sempre recomendada que utilize a pílula com outros métodos para que o risco diminuía. Mas, fique atento que o uso da pílula com outros métodos anticoncepcionais hormonais aumenta o risco de efeitos colaterais.

Nomes comerciais da pílula do dia seguinte

Esse medicamento está disponível no mercado com vários nomes comerciais. Por isso, é sempre recomendado que você pergunte ao farmacêutico ou responsável pela liberação da compra qual as marcas da pílula do dia seguinte. Alguns nomes comerciais deste medicamento são:

  • Previdez – caixa com 2 pílulas de 0,75 mg.
  • Postinor – caixa com 1 comprimido de 1,5 mg.
  • Pozato – caixa com 1 comprimido de 1,5 mg.
  • Diad – caixa com 2 comprimidos de 0,75 mg.
  • Dopo – caixa com 2 comprimidos de 0,75 mg.
  • Hora H – caixa com 1 comprimido de 1,5 mg.
  • Pilem – caixa com 1 comprimido de 1,5 mg.
  • Neodia – caixa com 1 comprimido de 1,5 mg.

Leia Também: Unhas decoradas

Qual o Preço da Pílula do Dia Seguinte

Não existe um preço fixo para esse medicamento. O preço pode variar de acordo com a marca, regionalidade, quantidades de comprimidos que vem numa caixa, entre outros fatores. No entanto, o preço da pílula do dia seguinte nunca deve ultrapassar a faixa dos 20 reais. Ele deve oscilar entre 7 à 20. O recomendado é pesquisar um pouco antes da compra para economizar.

Atenção: Essas informações são de caráter informativo e educacional não substituindo a consulta e o tratamento com seu medico.

Leave a Reply